Blog

28/01/2020
Por: VOLL

Ride sharing: saiba o que é, como funciona e sua relação com a mobilidade

É comum que sua empresa busque soluções focadas em redução de custos processuais, além de encontrar fornecedores de serviços que beneficiem tanto o negócio quanto os seus funcionários. E quando o assunto é mobilidade corporativa, o ride sharing vem como uma ótima opção.

E para que você saiba o que é de fato ride sharing, sua relação com o mercado de mobilidade e como os serviços da VOLL permitem que você extraia o melhor desse mercado (além de otimizar a sua gestão), continue a leitura deste artigo.

Mas o que é ride sharing?

A viagem de carona, antigamente, tinha um entendimento bem simples: consistia no passageiro cobrir parte do custo da viagem em que tanto o motorista quanto o passageiro vão na mesma direção.

É possível que você já tenha lido ou ouvido falar de outros termos correlatos — como o ride hailing. Embora alguns defendam pequenas diferenças, entendemos que se trata da mesma coisa.

Porém, com o aumento da demanda por viagens compartilhadas, a modalidade hoje ganhou forma e também nome: o recém criado nicho de mercado (ou tecnologia, como alguns podem se referir) de ride sharing  tem fins lucrativos e benéficos. Para isso, as pessoas usam aplicativos ou sites de terceiros que cobram uma taxa pela conexão entre motoristas e passageiros — formando uma verdadeira rede de prestadores e consumidores dos serviços de mobilidade.

Como é o mercado de ride sharing no Brasil?

No Brasil, levando em conta que os serviços da Uber, 99 e outros aplicativos de mobilidade passaram a fazer parte das nossas vidas, o que abriu espaço também para os apps de carona.

Além da Uber que lançou o Uber Juntos, possibilitando tarifas até 35% menores que as do UberX em troca dos passageiros compartilharem corridas que sigam uma rota similar, outros players surgiram no mercado, tais como BlaBlaCar, Waze Carpool, Zumpy e Wunder.

Qual é a relação entre ride sharing e as empresas de mobilidade?

Quando falamos de ride sharing no Brasil, a relação entre ele e as empresas de mobilidade é embasada em dois fatores: tecnologia e conveniência.

Como o ride sharing é um serviço ligado à inovação, isso permitiu sua entrada nos mercados de tecnologia responsáveis por desenvolverem soluções para os aplicativos de mobilidade como, por exemplo:

  • tarifas dinâmicas;
  • algoritmos de otimização de rota;
  • otimização da experiência do usuário (tanto para o passageiro quanto para o motorista).

Quanto à conveniência, as pessoas dão preferência por empresas que prestam serviços de boa qualidade e preços que atendam mesmo os mais modestos bolsos.

Por essa razão, a maioria da população permanece ao lado das empresas de aplicativos de transporte, sobretudo aquelas que contam com a opção de carona.

Como os serviços da VOLL incentivam o crescimento desse mercado?

A VOLL é uma empresa de mobilidade empresarial, que oferece uma plataforma de gestão de transporte corporativo com a finalidade de ajudar empresas a otimizar seus custos e facilitar o transporte de seus funcionários.

É comum que algumas organizações tenham dificuldades em gerir viagens feitas por aplicativos de transporte por não contarem com um sistema próprio para isso. Assim, acabam dependendo que o colaborador traga o recibo do transporte feito por aplicativo ou táxi (cujo comprovante de papel, por sinal, pode ser forjado).

Isso causa transtorno tanto para o financeiro que precisa controlar cada viagem realizada quanto para os membros da empresa que devem ora utilizar as contas pessoais de seus apps ora sair à rua para procurar um táxi.

A VOLL conta com um marketplace de mobilidade, pois sua plataforma permite escolher os apps líderes em mobilidade em um só lugar, o que facilita o controle dos gastos e incentiva cada vez mais pessoas a fazerem uso de aplicativos de mobilidade, incluindo serviços como o ride sharing.

E por falar em controlar os gastos, agora que você já sabe o que é ride sharing e quais são os seus benefícios, que tal nos aprofundarmos nesse ponto a fim de ver como descomplicar a gestão de despesa em 4 passos? Confira este artigo que escrevemos a respeito.

Você também pode se interessar:

Executivos entrando no aeroporto
09/08/2022
Por: Luiz Moura

Como usar a tecnologia a seu favor para garantir que a política de viagens da empresa seja seguida

Quando um colaborador precisa viajar a trabalho, é comum que ele tenha sido orientado a partir de algumas informações e diretrizes da empresa sobre como fazer o pedido de sua passagem aérea, reservar seu hotel e utilizar as opções de transporte urbano para se movimentar entre uma reunião e outra. A este conjunto de recomendações, […]

Leia mais
08/08/2022
Por: Amanda Doimo

Devo fazer o check-in online ao viajar?

Fazer o check-in online é um passo importante para quem vai viajar. Com cancelamentos e alterações de voos pelas companhias aéreas cada vez mais frequentes, os viajantes podem acabar enfrentando muitos transtornos e incertezas na hora de embarcar. Antigamente, o check-in era um processo manual, que dependia de funcionários da companhia para atender os viajantes, […]

Leia mais
05/08/2022
Por: Marianne Monteiro

Por que adotar apps de transporte na sua empresa?

Um estudo da Certify apontou que 68% do gasto total de transporte terrestre corporativo nos EUA, em 2017, correspondia a algum app de transporte. O Brasil segue a mesma tendência de crescimento. Atualmente, 10% da população brasileira utiliza aplicativos de transporte para se locomover. Nas áreas urbanas, a porcentagem chega a 75%. São Paulo, por […]

Leia mais

Receba as novidades sobre o universo da mobilidade

Acompanhe as últimas notícias da Voll. Inscreva-se para receber tudo em primeira mão através da nossa plataforma digital.