Blog

29/12/2021
Por: Henrique Coelho

Duty of Care: entenda a importância e como implementá-lo na sua empresa

Você com certeza já ouviu falar sobre esse termo cheio de significado para gestores e colaboradores. Agora chegou a hora de entender de vez o que é o Duty of Care e a importância de implementá-lo na sua empresa. 

Caso precise de um incentivo maior para começar a leitura agora mesmo, saiba que o Duty of Care trará benefícios imensuráveis para sua equipe – e mensuráveis para sua empresa! 

Aproveite o material que preparamos e depois compartilhe suas experiências ou dúvidas comentando no blog!

O que é Duty of Care?

O princípio é simples: a empresa é responsável pelo bem-estar de cada um dos seus funcionários.  Seja dentro do escritório ou viajando do outro lado do mundo.  Quando um funcionário chega no escritório para trabalhar, alguém já cuidou para que tudo esteja funcionando bem: equipamentos, temperatura ambiente agradável, cadeiras confortáveis, instalações em bom estado, água, café, snacks e o que mais for necessário à disposição. E mais: se algum desses itens falhar durante o dia, com certeza as equipes responsáveis estarão prontas para resolver. 

E quando o funcionário viaja a trabalho? 

O cuidado deve continuar o mesmo. Ou melhor: aumentar! Afinal, cada viagem corporativa envolve necessidades e riscos diferentes. Cabe à empresa ter tudo sob controle, exatamente como se o colaborador estivesse sentado bem em frente à mesa do gestor. 

Isso é Duty of Care: o dever de cuidar, legal e moralmente do bem-estar do funcionário. 

Pelo exemplo acima, já ficou claro que um bom programa de Duty of Care atrelado às viagens corporativas é indispensável, não é mesmo? Pois é sobre isso que vamos falar a seguir. 

Duty of Care em viagens corporativas: o que você deve saber?

  • É dever legal da empresa custear as despesas das viagens corporativas, bem como garantir a segurança de seus colaboradores viajantes. Para viabilizar isso na rotina de empresas de diferentes portes, existem dois fatores que podem (e devem) caminhar juntos: A Política de Viagens Corporativas e o Programa de Duty of Care.
  • Uma forma interessante de entender e unir as duas práticas é a seguinte: enquanto a Política de Viagens Corporativas deve funcionar para todo e qualquer deslocamento de um funcionário, o Programa de Duty of Care deve ser pensado da forma mais específica possível para cada viagem. Um abrangente e outro específico. 

Agora, Duty of Care em viagens corporativas: o que você deve fazer? 

O conceito Duty of Care pode ser aplicado em um programa de 3 etapas:

  • Pré-viagem

Planejar uma viagem corporativa incorporando o “dever de cuidar” significa ir muito além de garantir as melhores passagens e hospedagens. É preciso pesquisar o clima do destino, entender o cenário político, prever possíveis confrontos e até mesmo riscos que possam afetar a viagem e o viajante. Tudo deve ser pensado para aquela viagem e colaborador específico. Acredite: isso aumentará drasticamente não só o sucesso da viagem, mas também a satisfação do colaborador. Já percebeu que pode ser um ciclo muito positivo para a empresa? 

 

  • Durante a viagem

É preciso ter tudo sob controle e manter contato direto com o viajante. Acompanhar, em tempo real, os passos do colaborador e também monitorar possíveis notícias/fatores que possam afetar a viagem. É papel da empresa garantir o bem-estar físico e mental, do funcionário – o que, vai muito além de contratar um seguro viagem. 

O colaborador precisa ter certeza de que tem um contato disponível 24h para orientá-lo ou socorrê-lo. Você pode fazer isso de diversas formas, recorrendo a aplicativos de mensagens instantâneas, contratando uma agência de viagens ou simplificando com a ajuda de uma Travel Tech, como a VOLL. 

  • Pós-viagem 

O feedback de uma viagem é uma das etapas mais importantes quando se assume o Duty of Care. É aconselhável que ao fim de cada viagem, os gestores e líderes diretos façam um relatório junto ao colaborador, avaliando os pontos, a satisfação, as metas e objetivos. É através das experiências, positivas ou negativas, dos colaboradores que a gestão de viagens corporativas evolui. Aliás, não só a gestão de viagens corporativas: a empresa como um todo.

Isso nos leva ao próximo tópico. 

Como o Duty of Care pode melhorar sua gestão de viagens corporativas e os resultados da sua empresa?

A seguir, 3 principais impactos do Duty of Care para sua empresa:

  • Maior produtividade na viagem. Quando um colaborador se sente bem amparado, seguro e satisfeito com os serviços oferecidos em uma viagem corporativa, ele consegue focar melhor no objetivo da viagem. Ou seja: o nível de satisfação impacta diretamente nos resultados dos negócios realizados no destino. 
  • Satisfação do funcionário = baixa rotatividade na empresa. As viagens corporativas são consideradas um fator relevante para a tomada de decisão de um funcionário. Quando as experiências são positivas, a fidelidade dos colaboradores aumenta, impactando não apenas na produtividade da empresa, mas também em seu posicionamento no mercado.
  • Investir em Duty of Care também leva a simplificar os processos. E com a ferramenta certa, sua empresa poderá economizar até 30% com a gestão de viagens corporativas. 

Como tirar o Duty of Care do papel com tecnologia e de forma estratégica? 

Depois de ler sobre a importância do Duty of Care e entender como pode beneficiar seus funcionários e resultados da empresa, só falta entender como colocar em prática de forma estratégica. Podemos garantir que com o aplicativo da VOLL é simples!

Imagine só deixar que os colaboradores participem das escolhas de hospedagens, passagens e meios de mobilidade urbana sem perder o controle da política de viagens corporativas? Comprovadamente, isso aumenta o nível de responsabilidade e satisfação – e com o aplicativo que estamos falando, é possível. Ali, na tela do seu colaborador, aparecerão as melhores ofertas do mercado, já filtradas pela política de viagem corporativa cadastrada no perfil da sua empresa. O funcionário viajante escolhe de lá, enquanto o gestor acompanha daqui, em tempo real.

O aplicativo VOLL centraliza todas as etapas de uma viagem corporativa, do planejamento à execução e pagamento, em uma única tela. Bem na palma da mão de gestores e colaboradores viajantes. Isso sim é Duty of Care aplicado para todos os envolvidos, não acha? Mais de 300 mil usuários dizem que sim ;]

Se você gostou desse material, confira nosso e-book exclusivo sobre o tema neste link. Boa leitura!

Categorias: Transporte

Você também pode se interessar:

08/08/2022
Por: Amanda Doimo

Devo fazer o check-in online ao viajar?

Fazer o check-in online é um passo importante para quem vai viajar. Com cancelamentos e alterações de voos pelas companhias aéreas cada vez mais frequentes, os viajantes podem acabar enfrentando muitos transtornos e incertezas na hora de embarcar. Antigamente, o check-in era um processo manual, que dependia de funcionários da companhia para atender os viajantes, […]

Leia mais
04/08/2022
Por: Henrique Coelho

Viagens corporativas de ônibus compensam?

Quando pensamos em viagem a trabalho, logo relacionamos com a rapidez do avião, não é mesmo? Acontece que, muitas vezes e, principalmente, em trajetos curtos ou viagens que ofereçam a oportunidade de escolha, outras opções são mais vantajosas – inclusive no quesito tempo.  São exatamente esses prós e contras que vamos abordar hoje, especialmente sobre […]

Leia mais
01/08/2022
Por: Amanda Doimo

O que são indicadores de viagens corporativas?

Uma viagem a trabalho consome muitos recursos, principalmente por haver muitas etapas. Estadia, transporte aéreo ou rodoviário, mobilidade local e alimentação compõem a base de gastos que, dependendo da duração, destino e motivo da viagem, podem significar um investimento alto.  Para controlar as despesas, é comum que as empresas estabeleçam as suas políticas de viagens […]

Leia mais

Receba as novidades sobre o universo da mobilidade

Acompanhe as últimas notícias da Voll. Inscreva-se para receber tudo em primeira mão através da nossa plataforma digital.