Blog

10/02/2020
Por: VOLL

Como o futuro da mobilidade é moldado pelas maiores cidades do mundo

Atualmente, mobilidade é um dos assuntos mais comentados e influencia as decisões de diversas empresas. Com negócios cada vez mais globais, a presença das organizações em uma escala mais ampliada deixou de ser uma questão de “se” para se tornar uma questão de “como”.

No segundo semestre de 2019, a VOLL promoveu encontros com gestores de mobilidade e de viagens em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, e debateu, entre outros temas, os limites (ou a falta deles) da mobilidade corporativa. “Mobilidade significa às vezes não ter que sair de casa”, comentou Jordana Souza, Head de B2B na VOLL.

O mindset das empresas de hoje contribui para que a mobilidade também gere diversas oportunidades e mudanças nas quais sempre é bom ficar de olho. Uma delas é a mobilidade como serviço (Mobility as a Service, MaaS, da sigla em inglês).

Essa tendência engloba aplicativos e outros serviços digitais que facilitam a locomoção em suas mais diversas formas incluindo os deslocamentos de funcionários, como os clientes VOLL o fazem há mais de dois anos. Neste contexto, o estudo Mobility Futures realizado pela Kantar não só apontou o MaaS como tendência, como identificou as cidades com usuários que mais utilizam aplicativos desse tipo para melhorar sua mobilidade – São Paulo está em oitavo lugar.

Dentre os levantamentos, a pesquisa apontou que, em uma média global, 25% dos entrevistados estão dispostos a trocar o meio de locomoção que utilizam com frequência, sendo que 37% dos que se movimentam com carro próprio gostariam de usufruir de outra modalidade de transporte para poderem deixar o veículo em casa.

O painel de especialistas elencado para capitanear o estudo reforçou que “impulsionados por tecnologias digitais e custo-benefício, sistemas on-demand de micro-ônibus compartilhados e serviços fornecidos por motoristas vão melhorar o trânsito da cidade e vão interferir no transporte público”. Este comentário se enaltece ainda mais quando apenas 8% dos respondentes apontaram que se sentem felizes com o transporte público de suas cidades.

Essa pesquisa foi realizada com 20.000 usuários de diferentes meios de transporte e viajantes frequentes em 31 cidades e interpretados por 53 dos maiores especialistas em mobilidade do mundo, que fizeram uma previsão do impacto deles até 2030, entre elas quatro importantes oportunidades que podem ser conferidas neste link.

Categorias: Transporte

Você também pode se interessar:

17/02/2020
Por: VOLL

Jornada do viajante corporativo: quais são seus principais percalços e como (sua empresa pode) resolvê-los?

Viajar a trabalho sempre fez parte da rotina de grande parte das empresas, envolvendo desde o time comercial que precisa se reunir com clientes até o C-level que, periodicamente, visita outras filiais. Uma certeza que temos é que este cenário certamente colaborou para o surgimento de novas formas de mobilidade no país — como, por […]

Leia mais
05/02/2020
Por: VOLL

Transporte pela empresa: táxi ou app?

Na última semana, juntamos o time para um happy hour de comemoração aos resultados de janeiro. Inevitavelmente, escutamos uma conversa entre dois amigos que estavam sentados na mesa ao lado, sobre como cada um faz para se locomover em seus compromissos a trabalho e como funcionam as políticas de mobilidade em suas empresas. Eram dois […]

Leia mais
28/01/2020
Por: VOLL

Ride sharing: saiba o que é, como funciona e sua relação com a mobilidade

É comum que sua empresa busque soluções focadas em redução de custos processuais, além de encontrar fornecedores de serviços que beneficiem tanto o negócio quanto os seus funcionários. E quando o assunto é mobilidade corporativa, o ride sharing vem como uma ótima opção. E para que você saiba o que é de fato ride sharing, […]

Leia mais

Receba as novidades sobre o universo da mobilidade

Acompanhe as últimas notícias da Voll. Inscreva-se para receber tudo em primeira mão através da nossa plataforma digital.